6 Passos para uma DIETA bem sucedida

6 Passos para uma DIETA bem sucedida

 

 

 

Há alturas do ano mais tendenciosas ao início de uma dieta. Depois do Natal e da Passagem do Ano Janeiro é umas dessas alturas. Mas fazer uma dieta não é apenas ir à consulta de nutrição e levar um papel para casa. O sucesso da dieta depende de alguns princípios básicos.

 

– Ao iniciar uma dieta, seja ela de emagrecimento, ganho de massa muscular ou correção alimentar, temos de ter em mente que requer disciplina, rigor e interesse. A consulta de nutrição é o segundo passo sendo que estas premissas já devem estar presente quando o plano alimentar é traçado. Pois sem uma boa adesão a todo o processo o objetivo começa logo boicotado.

 

– A família, os amigos e todos os que vos rodeiam devem saber que estão em dieta e apoiar. Um ambiente positivo e motivador faz toda a diferença no decorrer do processo. Uma família que apoia está mais disponível para partilhar o mesmo tipo de alimentação e deixar aquele desejo de ir lanchar um crepe com chocolate para satisfazer noutra altura. Este suporte faz toda a diferença na concretização do objetivo.

 

– O plano alimentar deve personalizado e adequado ao objetivo. Deve também ser variado nas escolhas alimentares e ser alterado com alguma regularidade. Este é mais um dos motivos para se frequentar uma consulta de nutrição e ser acompanhado por um especialista que avalia periodicamente o desenvolvimento do processo e adequa o plano alimentar em cada fase.

 

– Os “dias livres”, caso existam, não podem ser dias inteiros e muito menos um fim de semana todo. Havendo refeições/dias “livres” é muito importante ter consciência do que se consome em termos nutricionais. Porque basta 1 dia “livre” para estragar uma semana de rigor. Lá vem a desmotivação pelo resultado na balança e a vontade de continuar a desviar a alimentação da linha do plano. O crime raramente compensa…

 

– O objetivo que se traça tem de ser ajustado à realidade. Não é abrir a boca e dizer “quero perder 5kg numa semana” ou “tenho de perder 6kg porque vou de férias daqui a 10 dias”. Temos de ser realistas, analisar a nossa dinâmica diária, medir o nosso esforço e conhecer o nosso corpo. Um objetivo bem traçado, que pode e por vezes deve ser dividido em várias etapas, faz toda a diferença.

 

– A prática regular de exercício físico deve ser integrada no plano, independente do objectivo. O treino para além de ter um papel importante na motivação e determinação com que se encara todo o processo, faz a diferença na libertação de stress e ajuda a manter os bons valores de massa muscular e diminuir a massa gorda. Treinar sim e tal como a dieta deve seguir um plano personalizado e adequado ao objetivo.

 

Em jeito de conclusão podemos dizer que levar uma vida mais saudável, ter mais amor à imagem que refletimos no espelho e andarmos de bem com a vida, requer dedicação, aconselhamento especializado, ser consciente sobre as metas traçadas e disponibilidade para praticar exercício físico de forma correta. Nada disto é complicado ou impossível. Basta querer e fazer para conseguir.